Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 (53)999536083

Encontre o que deseja

NO AR

Rádio Visão Geral

    Brasil

Ministro do STF suspende bloqueio nas contas do governo do RS para pagamento de precatórios

Estado entrou com pedido liminar após Tribunal de Justiça sequestrar R$ 157 milhões. De acordo com o governador Eduardo Leite, com a suspensão, calendário de pagamento dos salários de janeiro dos servidores está mantido.

Publicada em 11/02/19 as 10:45h por Por G1 RS 09/02/2019 13h07 Atualizado há um dia - 250 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: G1 RS)

Palácio Piratini, sede do governo do Rio Grande do Sul — Foto: João Victor Teixeira

O ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu o bloqueio das contas do governo do Rio Grande do Sul que havia sido realizado pelo Tribunal de Justiça gaúcho na sexta-feira (8), com objetivo de destinar R$ 157 milhões para o pagamento de precatórios. A Procuradoria-Geral do Estado entrou com um pedido liminar.

A decisão foi publicada neste sábado (9), e ainda diz que a suspensão permanece "até o julgamento definitivo da presente reclamação ou até nova decisão sobre o ponto, sem prejuízo da continuidade dos depósitos mensais do reclamante."

O TJ "cumprirá imediatamente" a ordem, afirmou ao G1 o desembargador Túlio Martins, 3º vice-presidente do Tribunal de Justiça. "Segunda deve chegar a intimação eletrônica. Da mesma maneira que o TJ cumpriu bloqueando, cumprirá a ordem desbloqueando", acrescentou.

Por meio de sua conta no twitter, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, comemorou a decisão do STF e ressaltou que, dessa maneira, o calendário de pagamento dos salários de janeiro dos servidores está mantido (veja as datas e faixas salariais abaixo).

Ainda na sexta-feira, após o bloqueio, o desembargador Túlio Martins explicou que "isso é uma decisão do Congresso Nacional, que estabeleceu que o estoque de precatórios tem que ser zerado até o ano de 2024". Ainda de acordo com ele, "o CNJ estabeleceu uma forma de pagamento, a fração que tem que ser paga, e o Tribunal é o executor da ordem."

A dívida com os precatórios, que são ordens de pagamento emitidas pelo Poder Judiciário para quitar débitos do governo, chega a R$ 15 bilhões no estado. Logo que assumiu como governador, Leite pediu ao TJ que não aumentasse o valor do pagamento mensal que, até então, era de aproximadamente R$ 50 milhões.

Porém, para conseguir zerar a dívida em seis anos, de acordo com o cálculo do CNJ, o repasse mensal precisa ser de R$ 203 milhões. O pedido do governador foi negado.

Na decisão do sequestro, o presidente do TJ, Carlos Eduardo Zietlow Duro, explica que o valor bloqueado, de R$ 157 milhões, é a diferença entre os R$ 203 milhões e o valor pago no mês de janeiro pelo governo estadual, R$ 46 milhões.

Também na sexta, Leite disse que o governo vem buscando alternativas para a questão dos precatórios.

"Nosso governo está no 39º dia e não está dando as costas para esse problema, nós não estamos querendo empurrar com a barriga, nós fomos ao TJ, oferecemos um plano de pagamento desses precatórios ao longo do tempo, estamos buscando alternativas", garantiu o governador.

Cronograma de pagamento dos salários de janeiro dos servidores:

  • Dia 31/1: salários de até R$ 1.100 líquidos (36.495 vínculos,10,61% do total)
  • Dia 11/2: salários de até R$ 2.250 líquidos (117.644 vínculos, chegando a 44,80% do total)
  • Dia 12/2: salários entre R$ 2.250 e R$ 3.600 líquidos
  • Dia 12/2: salários entre R$ 3.600 e R$ 5.000 líquidos (alcançando 79,41% do total)
  • Dia 13/2: salários entre R$ 5.000 e R$ 7.250
  • Dia 13/2: salários entre R$ 7.250 e R$ 11.500
  • Dia 14/2: salários acima de R$ 11.500 líquidos (totalizando 100% da folha)





ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Nossos Parceiros

 
 
 
 

Nosso Whatsapp

 (53)999536083

Visitas: 81788 | Usuários Online: 8

Todos os direitos reservados

Converse conosco pelo Whatsapp!